À Sua Espera e Ao Seu Encontro vão encher seus dias de romance

Histórias de amor têm sempre uma pegada bem parecida: garota coitada conhece um cara legal, cara legal se apaixona pela garota coitada e começa a cuidar dela. Casal vive juntos para sempre. Nada contra, tá? De vez em quando dá vontade de ler um romance tradicional. Mas na sequência À Sua Espera e Ao Seu Encontro, escrita pela americana Abbi Glines, a gente se depara com uma heroína forte e um mocinho que faz de tudo para que ela alcance seus objetivos.

Em À Sua Espera conhecemos Reese, uma mulher que foi abusada sexualmente e psicologicamente durante sua adolescência. Quando a sua mãe a expulsou de casa, por culpá-la pelos abusos que a moça sofria do padrasto, ela deu um jeito de dar a volta por cima para conseguir sobreviver dentro de suas limitações. Por ter dificuldade de aprendizado, o que com o decorrer da história ela descobre que é dislexia, Reese não sabia nem ler e nem escrever até a idade adulta. Foi conhecer Mase, um fazendeiro, que faz com que isso mudasse. O cara pediu para que ela anotasse um recado e percebeu a dificuldade e o nervosismo dela. Ele procurou alguém para auxiliá-la e a incentivou a superar essa barreira. Foi a partir daí que o casal se envolveu amorosamente.

a sua espera

Com alguns altos e baixos, a história dos dois continua em Ao Seu Encontro, quando Reese descobre que não é órfã de pai, se muda para o rancho junto com Mase e começa seu novo emprego como assistente em uma escola de equitação. Tanto pelo lado dela, quanto pelo dela, os ciúmes e a insegurança colocam o relacionamento em perigo na trama.

Apesar de ser um clássico caso de cowboy conhece menina que precisa de ajuda, a história tem uma pegada bem atual. Mase não quer que Reese viva sempre do seu lado, protegida e sem fazer nada. Ele quer que ela alcance seus sonhos, aprenda a ler, consiga um emprego, vá para faculdade… Faça tudo aquilo que ela não teve oportunidade antes. E é esse tipo de homem que a gente quer nas nossas vidas, né? Um que nos apoie incondicionalmente, não que seja uma âncora empacando nossos sonhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s