Todas as Crônicas, de Clarice Lispector, é um livro para quem é fã e para quem não é

Ler um livro de crônicas é algo que se faz em pílulas. Pelo menos no meu caso. Você abre um dia lê uma, em outro mais outra… E por aí vai, se deliciando aos poucos com a distração dos textos curtos. No dia em que #ClariceLispector completaria 98 anos, escolhi o “Todas as Crônicas”, da editora Rocco, para fazer a resenha.

Como o nome já diz, esse livro traz 679 páginas com crônicas de uma das autoras mais emblemáticas e famosas desse país. Tudo, claro, com aquela pegada de Clarice que os fãs estão carimbados.

Mas e se você não é fã? Faz um sorteio! Abra em uma página qualquer e se jogue naquele texto. Em uma das vezes que fiz isso, por exemplo, acabei me deparando com a carta que a atriz Fernanda Montenegro enviou a Clarice (e a autora teve autorização para publicar). Nela, Fernanda abria o coração sobre o tempo difícil enfrentado pelos atores de teatro. Diferente e inusitado. Mas o livro começa triste e trágico, com a história de um menino com fome que pede comida a mãe, que não tem como atender o pedido.

Todos devemos ler Clarice pelo menos uma vez na vida. Se ainda não o fez, comece com esse livro ou com “A Hora da Estrela”, um de seus grandes clássicos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s