A Livraria é um livro de negócios à moda antiga

Você teria coragem de começar um negócio próprio hoje em dia? Leve em consideração que existem cursos, maneiras de pesquisar, pessoas para auxiliar e investir… Em A Livraria, de Penélope Fitzgerald, uma mulher da década de 50 decide abrir sua própria loja de livros.

Uma atitude arrojada para uma viúva de cidade pequena. Um local cheio de fofocas, onde todo mundo sabe tudo da vida de todos… Ela mal saiu do banco pra pedir um empréstimo e não era novidade na cidade sua decisão.

E, claro, o que por um lado agrada uns, incomoda outros — que queriam o lugar que ela escolheu para sua livraria para começar um outro tipo de empreendimento. Florence não se amedrontou, e colocou o bloco na rua.

download (2).jpg

Como é uma história que se passa há quase um século, me senti quase que dentro dos livros da Jane Austen. Pela maneira como as pessoas conversam, se portam, pelos nomes, como conversam… Tudo tem aquele toque de educação inglesa.

E, pra quem não ama ler (mas considera, vai! Esse livro tem só 159 páginas) a obra inspirou um filme que leva o mesmo nome e que ganhou alguns prêmios ao redor do mundo.

Veja também:

Você vai querer entrar para o “Clube da Luta Feminista”

Rose McGowan lança “Coragem”, sua biografia, e a história de sua vida é dura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s